sábado, 30 de junho de 2018

Onicomicoses e o tratamento a laser

Olá,

Hoje trago-vos um tema ligado à saúde, mas propriamente sobre a saúde dos pés. Como sabem, a saúde dos nossos pés é muito importante, e por vezes surgem-nos aqueles problemas bem chatos, como por exemplo: as onicomicoses!

Fonte: http://www.cisdec.pt/produto/podologia/

E o que são as onicomicoses? Bem, são micoses nas unhas, provocados por fungos e que levam a alterações, como: aspecto envelhecido e de coloração amarelada ou esbranquiçada e engrossamento. Sem tratamento e após algum tempo, a unha infectada pode encravar e em estados mais avançados, a lâmina ungueal engrossa, dificultando o uso de sapatos fechados.

Exemplo de unha com micose
Fonte: http://www.adrianaschmidt.com/alergias/onicomicose-das-unhas/

A micose da unha é tratável com medicação local ou oral. 
A medicação local  pode ser feita com cremes ou vernizes anti-fungicos, aplicados na unha afectada; enquanto que a medicação oral é feita através de comprimidos. Todos estes tratamentos tem que ser acompanhados por um podologista, que em cada consulta irá limar e limpar a unha, para ajudar o tratamento a ser eficaz.

Tratamento no podologista
Fonte: http://salao1838.com.br/beta/podologia-5/

Actualmente, é utilizada uma técnica bastante eficaz: o laser. 
Este tratamento consiste em aplicar o laser sobre a unha infectada e a pele circundante, com movimentos alternados. Este procedimento é repetido várias vezes para que toda a zona infectada seja tratada. O laser  emite energia que irá penetrar até ao leito da unha, eliminando a micose. Cada sessão dura cerca de 15 minutos, dependendo, claro, de quantas unhas estão infectadas.
Este tratamento é indolor, podendo apenas sentir-se uma sensação de calor na unha a ser tratada. O número de sessões a fazer será indicado pelo podologista depois de avaliar a situação.


A minha experiência com a técnica

Infelizmente, sofro de onicomicose à bastante tempo, digamos que à mais de dez anos!
Começou por ser apenas na unha do dedo maior de cada pé, mas rapidamente alastrou às outras. Na altura não se ouvia falar tanto de fungos, e só quando, passados 3-4 anos de ter apanhado a onicomicose, me apareceu umas manchas no corpo e fui ao dermatologista é que descobri: tinha uma fungo na pele e tinha origem no fundo nas unhas. Fui ao podologista e decidiu-se primeiro fazer tratamento com verniz. Infelizmente, a experiência neste podologista não foi a melhor. Ao fim de cerca de 3 anos em tratamento tinha que trocar os vernizes, pois o fungo criava sempre resistências, e nunca se ía embora. Tudo isto, com a "limpeza" que fazia sempre que lá ía, que implicava limpar por debaixo da unha e me causava imensa dor. Para além disso, uma das unhas começou a encravar. E claro, a podologista decidiu desencrava-la, a sangue frio! Sem, sem qualquer anestesia. Senti muita dor, uma vez que a unha estava super encravada. Nunca mais lá pus os pés. 

"Não tive a melhor experiência com o 1º podologista. Os tratamentos eram demasiado dolorosos!"

Foi nessa altura que fui à médica de família e ela receitou-me medicação oral. Tomei a medicação durante 2 anos, e tive que a deixar porque não aguentava a dor de estômago e estava a atacar-me os intestinos e fígado. Não verifiquei melhorias: as unhas continuavam amareladas. 

"A medicação oral provocava-me mau estar e não havia melhorias nas unhas."

Consultei novo podologista, mais um tratamento com novo verniz. Parecia estar tudo a correr bem, finalmente só a unha do dedo grande de cada pé estavam infectadas. Mas ao fim de 2 anos, não houve mais melhorias: teria que ir a medicação oral. Não quis! Mais mau estar, não!
Outra coisa que me irrita imenso são os anúncios na tv aos vernizes anti fungicos, em que são vendidos como solução rápida e eficaz... SÓ QUE NÃO!! Que nervos me dá!

"Vernizes, medicação oral, nada funcionava! O fungo continuava lá"

Foi então que o meu pai leu no jornal que existia uma técnica a laser para tratar os fungos nas unhas. Pesquisei, para saber mais e para verificar se existiam clínicas de podologia perto de mim que realizassem este tipo de tratamento. E foi assim que encontrei a clínica Ria Pé em Aveiro.


Fonte: Clínica Ria Pé

Na primeira consulta foi-me feita uma 1ª avaliação, em que levei a análise que fiz para saber que fungo tinha e me foi explicado tudo sobre a técnica,  e como iria ser o meu tratamento. Uma vez que a micose já está à muito tempo nas minhas unhas, foi-me dito que o tratamento seria mais longo, tendo que tratar pelo menos durante 1 ano e que a unha podia apresentar sempre algum relevo, mas sempre com a cor normal.

Pelo que vi, existe mais do que um tipo de laser, mas o que estou neste momento a fazer é o mesmo do video abaixo:


O meu tratamento começou por ser, primeiro com creme anti fungico e o laser e, passados 5 meses, comecei a fazer tratamento com o creme anti fungico e verniz, para além do laser, é claro. Sem dor e fácil.
Pela primeira vez em mais de 10anos, comecei a ver a cor normal nas minhas unhas e este Verão já posso usar sandálias sem ter vergonha da sua aparência!! :D

Não podia estar mais contente! Finalmente algo que está a dar resultados!!

A minha mãe, que também tem onicomicose, já se encontra a fazer tratamento com laser e está também super contente com os resultados! Só posso dizer que é realmente eficaz!

Portanto, quem sofrer de onicomicoses, façam tratamento com laser!

Aqui fica os dados da clínica Ria Pé, que aconselho vivamente!!

Morada: Av.ª Dr. Lourenço Peixinho, Edifício Centro Avenida, N.º 6, 2.º Piso, Sala 2 3800 Aveiro
Telefone: 234 383 379
Telemóvel:  910 818 087
Email: clinicariape@gmail.com
Site: http://www.clinicariape.com

By Lum