sábado, 4 de novembro de 2017

A Tentação de D. Fernando, de Jorge Sousa Correia

"Quais os vícios de D. Fernando e da sua época? Como governou o reino e permitiu a devassa da corte? Que alianças ameaçaram Portugal? Por que razão o povo saiu à rua para se revoltar?

Neste livro, Jorge Sousa Correia partilha com os leitores as intrigas e os escândalos que levaram D.Fernando a cair em tentação.
No registo que já conhecemos, o autor apresenta um novo romance pleno de ritmo e emoção, e uma escrita verdadeiramente empolgante. Ao longo das suas páginas, acompanhamos o fim da 1ª Dinastia, resultado, em boa parte, da ambição e grande predileção do Rei pelos prazeres amorosos (e pouco gosto pelas batalhas) e a ascensão do Mestre de Avis."

Este é um livro que adorei! Nas aulas de história do meu tempo de escola, pouco se falou sobre D. Fernando, aliás, fala-se mais da sua mulher D. Leonor Teles e do seu amante Conde Andeiro, do que dele. E num instante, dá-se um golpe e D. João Mestre de Avis é rei. Portanto, mal saiu este livro, fiquei super curiosa para o ler.
E mereceu a curiosidade, pois encheu todas as expectativas. O livro conta bem a história do rei D. Fernando, da sua relação com os irmãos, filhos de D. Inês de Castro e também o Mestre de Avis, mantendo-os por perto, mas também de como começou a sua relação com D. Leonor Teles de Menezes: Uma mulher fria, calculista, sedente de poder. Tudo fez para casar com o rei e tudo fez para "comprar" os seus súbitos e governou como quis. O rei era super apaixonado por ela. D. Fernando, deixando-a fazer o que queria. Era, pelos vistos, uma rei bonito, mas não era lá grande governante: colocou o país várias vezes em guerra, colocando o povo muitas vezes a morrer à fome; tentou fazer alianças, com Castela e Aragão, prometendo casar com as suas infantas, mas acabou escolhendo um nobre portuguesa. 
No entanto, não deixou de ser um rei que o povo gostava, o povo odiava era D. Leonor Teles, a rainha Aleivosa. 
O livro, em paralelo, também conta a história de como vivia o povo, neste caso, relatando o dia-a-dia de uma taberna, que também era uma casa de prostituição; onde o povo bebia e contava tudo o que ouvia sobre o rei e a rainha.

O livro é super fácil de ler, a escrita do autor é excelente.. adorei o seu tom irónico no livro!
Aconselho vivamente a leitura!!!

By Lum