domingo, 10 de dezembro de 2017

O Herdeiro de Sevenwaters, de Juliet Marillier


"Os chefes de clã de Sevenwaters são há muito guardiões de uma vasta e misteriosa floresta, um dos últimos refúgios dos Tuatha De Danann, as Criaturas Encantadas que povoam as velhas lendas. Aí, homens e habitantes do Outro Mundo coabitam lado a lado, separados pelo finíssimo véu que divide os dois reinos e unidos por uma cautelosa confiança mútua. Até à Primavera em Lady Aisling de Sevenwaters descobre que está grávida e tudo se transforma. Clodagh teme o pior, uma vez que Aisling já passou há muito tempo a idade segura para conceber uma criança. O pai de Clodagh, Lorde Sean de Sevenwaters, depara-se com as suas próprias dificuldades, vendo a rivalidade entre clãs vizinhos ameaçar fronteiras do seu território. Quando Aisling dá à luz um filho varão - o novo herdeiro de Sevenwaters - Clodagh é incumbida de cuidar da criança durante a convalescença da mãe. A felicidade da família cedo se converte em pesadelo quando o bebé desaparece do quarto e uma coisa não natural é deixada no seu lugar. Para reclamar o irmão de volta, Clodagh terá de entrar nesse reino de sombras que é o Outro Mundo e confrontar o poderoso princípe que o rege. Acompanhada nesta missão por um guerreiro que não é exactamente o que parece, Clodagh verá a sua coragem posta à prova até ao limite da resistência. A recompensa, porém, talvez supere os seus sonhos mais audazes... "

Finalmente, ao fim de tanto tempo à procura deste livro, lá o consegui encontrar para venda no outro lado do Atlântico. E já o li (demorei uns 15 dias a ler - apenas consigo ler à noite quando me vou deitar, portanto, foi rápido).
Foi um livro que aguardei tanto tempo por ler, mas cumpriu bem com as expectativas.
A história centra-se em Clodagh, filha de Lord Sean de Sevenwaters. Lady Aisling dá à luz o tão esperado filho varão e herdeiro de Sevenwaters, e Clodagh fica encarregue de tomar conta dele. No entanto, uma pequena desatenção por parte dela e o seu irmão é raptado e deixam um "changeling" em vez dele. Clodagh toma conta do "Changeling" contra a vontade do pai, que desconfia dela. Nessa mesma altura, uma das fronteiras do território é atacada. Tudo isto, leva a uma grande desordem. Enquanto, o seu primo Johnny e o seu pai organizam equipas para procurar o seu filho e para irem proteger a fronteira, Clodagh decide, com ajuda da sua irmã, embarcar para a o Outro Mundo, com objectivo de trocar o "Changeling"pelo irmão. Nesta aventura, ela tem a ajuda de uma pessoa muito especial que vai levar a uma grande reviravolta na história.
Neste livro, Juliet Marillier não se estende nas histórias dentro da história, o que me agrada. Nos outros livros, em especial n'O Filho das Sombras, ela estendeu-se um pouco, e por vezes, acaba por se tornar um pouco maçudo. 
Como disse, o livro corresponde a todas as expectativas! Mal posso esperar por ler o próximo capítulo :)

By Lum