Mafalda de Saboia, de Diana de Cadaval

quarta-feira, agosto 02, 2017 0 Comments A+ a-


"Quando a sua amiga D. Teresa lhe contou, entre lágrimas, o terrível segredo que guardava há anos no peito, D. Mafalda de Saboia sabia que morreria sem nunca poder contar a verdade sobre o seu marido Afonso Henriques. A legitimidade e consolidação do reino de Portugal, perante a Santa Sé e o mundo, razões pela qual fora escolhida para partilhar o destino com o primeiro rei deste reino distante, dependia de si e do seu silêncio."

Um livro de fácil leitura, em que a história é contada como se fosse a própria D. Mafalda a narrar. Foi a primeira rainha de Portugal, mulher de D. Afonso Henriques, um casamento importante para o reconhecimento do reino perante a Santa Sé. Foi uma mulher que cumpriu com as suas obrigações, deu herdeiros e assegurou a continuidade da dinastia. Sofreu com a traição de D. Afonso Henriques, com a mesma amante de quem já teria dois filhos antes de casar. Sofreu com a morte prematura de dois dos seus filhos. Morreu a dar à luz, ainda muito nova. O seu reinado foi curto.

Acredito que tenha sido um livro complicado de escrever, uma vez que as informações deste tempo são escassas. Neste livro é possível perceber-se que D. Afonso Henriques não era um marido carinhoso, focado na conquista de novas terras e em assegurar o reinado com um filho varão.

Gostei do toque que a autora deu ao livro. Também gostei que colocasse uma "nota da autora" no fim do livro, em que ela explica a sua interpretação da história.

Um livro obrigatório para os amantes de história!

By Lum